Programa do Paz
Baixe o PROGRAMA DO PAZ 2014 em PDF (Versão mais recente)

Indíce:

 

INTRODUÇÃO

[dropcap]A[/dropcap]ssim como o Estatuto, este ainda não é o Programa Definitivo do PAZ que será amplamente debatido e aprovado no Primeiro Congresso Nacional do Partido a ser convocado no prazo máximo de 1 (um) ano após a completa regularização junto ao TSE. Mas servirá como orientador das ações durante o período de sua construção, além de funcionar como tese guia durante o Congresso.

Este Programa é um desdobramento natural da chamada Carta de Princípios do PAZ, incluída no artigo 5º do Estatuto como cláusula pétrea, ou seja, não pode ser modificada por nenhuma instância em nenhum momento de sua história, sob pena de se auto dissolver como partido político.

A razão de ser do PAZ está fundamentada numa visão de mundo que transcende a base utilitarista, consumista e essencialmente materialista que vem sustentando há séculos o modelo político vigente. Trata-se de uma quebra de paradigmas num mundo acostumado a aceitar a lógica perversa da conquista e manutenção do poder político através da mentira, da corrupção e da violência.

A grande novidade que o PAZ deseja trazer para a sociedade humana não deve estar apenas nas páginas de seu Estatuto e Programa, mas sim na busca permanente pela coerência entre a teoria e a prática, entre o discurso dos ativistas e suas ações. Tal condição é absolutamente essencial para que possamos acionar os poderosos mecanismos da força da PAZ, pois a grande chave para esta conexão é a VERDADE. Num mundo ainda condicionado a rótulos, o Paz não pretende ideologicamente se situar nem à direita nem à esquerda, nem no centro e muito menos ficar em cima do muro. Pretende transcender este horizonte contaminado por uma visão de mundo materialista e buscar a universalidade do bem.

O PAZ, apesar de estar no Mundo não pretende ser do Mundo. Sua missão não se resume apenas em se constituir numa alternativa política limpa. É antes de tudo um Movimento de Iluminação de Consciências. Suas expectativas não deverão se limitar a vencer eleições e realizar bons governos. Elas ultrapassam esses limites necessários, mas insuficientes para se fixarem no processo, na caminhada, na travessia rumo a um estágio mais evoluído desta nossa civilização. A consolidação do PAZ como um partido político diferente não é um fim. É parte de um meio que não tem compromissos com prazos ou calendários e sim com o despertamento de consciências capazes de construir e manter uma casa limpa para abrigar aqueles que estão vindo à Terra com a missão de acelerar a transição planetária, sob a orientação do Mestre Jesus.

[raw] [clear] [/raw]